Rita de Cássia, mãe da menina de 5 anos morta em incêndio em Rio Doce, já está presa

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 31/07/2012 às 7:57
Do Redator de Plantão Atualizada às 10h19 Já está na Colônia Penal Feminina do Recife a mãe da menina de 5 anos, que morreu no incêndio da residência em Rio Doce, em Olinda, Região Metropolitana da capital pernambucana. O corpo da menina continua no Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, área central da cidade, a espera de familiares para liberação. O pai, conhecido na vizinhança apenas por Beto, está no Complexo Prisional Professor Aníbal Bruno, no Sancho, Zona Oeste do Recife. A mãe, Rita de Cássia, de 29 anos, acabou sendo autuada por homicídio culposo aquele em que não há intenção de matar. Ela vai responder ao inquérito presa na Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro do Engenho do Meio, Zona Oeste da cidade. Os sobreviventes do incêndio, as crianças de 5 e de 6 anos agora estão sob os cuidados do Conselho Tutelar de Olinda. A residência destruida pelas chamas na manhã desta segunda-feira (30) fica na Avenida Colibri, na 5ª Etapa de Rio Doce. O autônomo Alcides Rodrigues diz que na hora do fogo, a mãe não estava em casa para proteger os filhos: Como voltou as pressas para salvar os filhos, Rita de Cássia do Nascimento Ribeiro acabou ficando ferida, mas sem gravidade. Os vizinhos denunciaram que a mãe é viciada em drogas e que uma outra criança escapou por estar na casa de parentes. Os peritos do Instituto de Criminalística coletaram material para identificar a origem das chamas. Existem duas possibilidades curto circuito na precária rede elétrica da casa ou incêndio provocado. O inquérito está sendo investigado pela Delegacia de Rio Doce vizinhos e familiares devem depor nos próximos dias. Breno Maia, delegado responsável pelas investigações, afirma que o Conselho Tutelar sabia da história das crianças: O corpo da criança deve ser liberado na tarde desta terça-feira do Instituto de Medicina Legal. Renato Barros, especial para a Rádio Jornal, esteve no IML, na manhã desta terça, onde apurou os fatos. Confira no link abaixo as informações.