Trabalhadores de refinaria em Suape alegam que foram enganados pelo sindicato

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/08/2012 às 9:57
Da Rádio Jornal Atualizada às 14h20, em 08/08 Os trabalhadores da Petroquímica e da Refinaria Abreu e Lima, do Complexo Portuário de Suape, no município de Ipojuca, Região Metropolitana do Recife, reagiram com violência nesta quarta-feira (08) ao resultado da assembléia, promovida pelo Sindicato dos Empregados da Construção Pesada. A categoria acusa a entidade de aceitar uma proposta salarial que não seria satisfatória, sem que uma parcela dos operários estivesse presente. Sete ônibus foram incendiados durante protestos dos trabalhadores. O Batalhão de Choque da polícia militar foi acionado, assim como equipes do Corpo de Bombeiros. Até um helicóptero da Secretaria de Defesa Social (SDS) foi mobilizado para esta ação. Depois do protesto, os operários alegaram que a polícia agiu com violência. Em nota, a PM divulgou que fez apenas o necessário para garantir a lei e a ordem e que usou apenas equipamentos não letais. Saiba mais na reportagem de Fábio Mendes, da Rádio Jornal. Ouça também o flash de Fábio Mendes, pela manhã do local.