Execução é a principal linha de investigação para elucidar assassinato de cabo da PM

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/08/2012 às 9:17
Do Redator de Plantão Execução é a principal linha investigada pela polícia para elucidar assassinato de cabo da PM, em Caetés III, Abreu e Lima, Região Metropolitana do Recife. Suenildo Rodrigues de Almeida, de 42 anos, trabalhava como segurança de um supermercado. Ele voltava do bico para casa quando parou numa lanchonete na tarde desta terça-feira (14) na Rua Quarenta, no referido bairro. Dois homens em uma moto se aproximaram do cabo do 17º batalhão e efetuaram os disparos. O policial militar chegou a ser socorrido até o Hospital Miguel Arraes, mas não resistiu aos ferimentos. O clima entre familiares e amigos da vítima no sepultamento, ocorrido nesta quarta (15), no Cemitério de Abreu e Lima, era de revolta. Pelas características do homicídio, a principal possibilidade levantada pela polícia é de execução. Jamerson José, pastor da igreja frequentada pelo cabo Suenildo, reclama da falta de informações: