De virada, Náutico de Elicarlos faz 3x2 contra Figueirense nos Aflitos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 29/08/2012 às 22:57
Leitura:
Da Rádio JC News O primeiro tempo começou mal; o segundo, nem tanto. Aos poucos o Náutico se recuperou dos 2x0 que levou logo no primeiro tempo e conseguiu virar a partida no segundo, com dois gols de Elicarlos. O jogador, que fazia seu 150º jogo pelo Timbu, coroou a camisa de número 150 com dois tentos. O terceiro foi de Souza, aos 30 minutos. Mesmo com a ausência do atacante Kieza e o pênalti perdido logo no início, a partida terminou em 3x2 para o Náutico, que não se abalou com os maus presságios. Com este resultado, o Figueirense continua na lanterna da Série A e o Náutico sobe para 9º lugar. PRIMEIRO TEMPO - Náutico não entrou bem e o Figueirense aproveitou. O primeiro tempo começou já cheio de esperança para o Timbu; esperança que não durou muito tempo. Logo no primeiro minuto de jogo, Kim avançou até a grande área e foi derrubado pelo goleiro adversário. O juiz marco um pênalti duvidoso e o torcedor alvirrubro se encheu de esperança. Araújo não correspondeu ao cobrar o pênalti, porque não contou com a defesa do goleiro Wilson. Náutico, portanto, perdeu a chance de abrir o placar dentro de casa. Araújo ainda teve outra oportunidade para marcar, mas Wilson defendeu uma segunda vez. Quem não faz, leva, portanto o Figueirense marcou o primeiro gol da partida com Caio, logo aos 10 minutos. Martinez atrapalha Gideão e Caio consegue acertar a rede. Menos de dez minutos depois, o Figueirense amplia o placar no Estádio dos Aflitos. Aluísio marcou o segundo gol do Figueirense. Essas não foram as únicas chances de o Figueirense marcar. Araújo perdeu uma oportunidade única de fazer gol aos 29 minutos do primemiro tempo, quando ele aproveitou uma falha da zaga alvirrubra e chegou até o gol do Náutico, mas acabou chutando de esquerda, pra fora. Náutico também perdeu chances com faltas cobradas por Souza e Martinez. O primeiro tempo teve três minutos de acréscimo e, apesar de uma falta perigosa em favor do Náutico no último minuto, tudo acabou mesmo nos 2x0 para o Figueirense. Maciel Júnior havia alertado que o jogo nos Aflitos seria complicado. Ouça o que disse o comentarista logo no fim do primeiro tempo: SEGUNDO TEMPO - Só aos 13 minutos do segundo tempo é que o Náutico entrou com tudo no placar. O primeiro gol saiu dos pés de Elicarlos, em seu 150ª partida pelo clube alvirrubro pernambucano. Daí pra frente, Náutico acorda no ataque. Tem outras duas ou três chances de marcar e erra. Mas o acerto não tardou, de forma que o dono da noite, Elicarlos, marca o segundo gol do Náutico e o seu segundo gol na partida para o delírio da torcida alvirrubra, que agora tinha o empate nas mãos, dentro de casa. O goleiro Wilson também deve ser destacado como motivo principal de muitos gols perdidos do Náutico. Por diversas vezes, ele fez defesas incríveis para o Fluminense, principalmente depois do primeiro gol do Náutico, quando o time acordou um pouco no jogo e começou a pressionar o Figueirense. A pressão continuou por todo o segundo tempo, e aos 30 minutos Souza compensou alguns erros e marcou o terceiro gol do Náutico da noite.  Rogerinho, ao marcar falta, viu Souza livre na grande área e chutou para ele em vez de diretamente para o gol. A rede balançou e o Náutico virou. Parecia que o Figueirense venceria o Náutico novamente, mas não. O Náutico não deixou barato e vingou o 2x1 que o Figueirense fez na 1ª rodada do Campeonato.  Foi com o palcar de 3x2 que terminou o jogo nos Aflitos, na noite desta quarta-feira (29). Apesar do primeiro tempo desequilibrado, Náutico pressionou o adversário até os 48 do segundo tempo, mesmo com o Figueirense ter lutado até o final. Náutico 3x2 Figueirense. Público no estádio: 12.262. Renda: R$ 187.225.

Mais Lidas