Família de menino morto em motim na Funase tenta liberar corpo no IML


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/09/2012 às 16:44
Leitura:
Da Rádio Jornal Familiares do jovem Yuri Wilker Vieira, de 16 anos, morto no último sábado (01), durante um motim na unidade da Funase, no município de Abreu e Lima, no Grande Recife, vão tentar agilizar o processo de liberação do corpo do adolescente, que está Instituto de Medicina Legal, no bairro de Santo Amaro, na área central da capital pernambucana. A família vai se reunir na tarde desta terça-feira (04) com um advogado para saber quais serão os próximos passos para que o cadáver seja submetido a um exame de DNA. Yuri teve o corpo dilacerado e carbonizado. A violência foi tanta que mãe do jovem, Ismar Vieira de Lima, não conseguiu reconhecer o filho. Ouça a matéria de Everson Teixeira, da Rádio JC / CBN, abaixo

Mais Lidas