Estudo aponta que ressuscitação prolongada reduz risco de morte em paradas cardíacas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/09/2012 às 16:46
Leitura:
Da Rádio JC / CBN O prolongamento das técnicas de ressucitação em pacientes que sofrem paradas cardíacas reduz o risco de morte. A constatação foi feita pelos pesquisadores da Universidade de Michigan e da Universidade de Washington e publicado na revista The Lancet. Os cientistas identificaram, entre os anos de 2000 e 2008, que cerca de 15% dos pacientes que sobreviveram a parada levaram aproximadamente de 30 minutos para que pulso voltasse, um tempo maior do que a maioria dos atendidos. Ouça mais no Saúde em Foco desta segunda-feira (10), abaixo

Mais Lidas