Acusado de assassinato em estação de metrô vai responder inquérito em liberdade


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/09/2012 às 9:49
Leitura:
Do Redator de Plantão Na última sexta-feira (14), um vigilante do Terminal Integrado de Metrô, no bairro de São José, foi acusado de assassinar um passageiro que tentava entrar em uma área reservada da estação. Gilberto José de Oliveira, de 33 anos, não tem antecedentes criminais e é funcionário de uma empresa terceirizada. Ele fugiu logo após o disparo que atingiu Carlos Scavuzzi da Silva, de 38 anos, funcionário afastado dos Correios. O fato na manhã da última sexta-feira (14) assustou os frequentadores da Estação Central do Metrô. No depoimento, o vigilante disse que o tiro foi acidental pois houve luta corporal, já que a vítima tentou tomar a arma. Gilberto José de Oliveira foi acionado assim que o passageiro, que tinha carteira de livre acesso, entrou na área reservada. Os familiares do funcionário dos Correios confirmam que ele era uma pessoa calma, embora tivesse diagnóstico de transtorno mental. O delegado responsável pelo inquérito, Ian Campos, do DHPP, diz que o vigilante se justificou:

Mais Lidas