Polícia Federal divulga resultados de operação contra empresas de seguro ilegais


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 31/10/2012 às 15:54
Leitura:
Da Rádio Jornal

A Polícia Federal apresentou em coletiva a impresa nesta quarta-feira (31) o resultado da Operação Prêmio, que interditou dez empresas de seguro veicular operando sem autorização em Pernambuco. De acordo com a polícia, aproximadamente 10 mil pessoas foram lesadas pelas falsas empresas. Agora, as investigações seguem tendo como base os documentos apreendidos. Só após a análise dos papéis, pode-se apontar quanto foi o prejuízo exato. Oito pessoas foram presas.

Foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão (sete em Caruaru, um em Bezerros e dois em Feira Nova, no Agreste e outro em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata). Também são cumpridas ordens de sequestro dos bens dos responsáveis pelas empresas no Grande Recife e nos estados do Ceará, Paraíba, Sergipe, São Paulo e Rio de Janeiro. As investigações, iniciadas em maio do ano passado, mostraram que as empresas atuavam prestando serviços de seguro para veículos de grande porte e carros de passeio. Embora tivessem essas funções de instituições financeiras regulamentadas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), não possuíam autorização. Se condenados, os acusados podem pegar penas de um a quatro anos de prisão. O Procon fiscaliza as empresas simultaneamente ao cumprimento dos mandados, para apurar se as normas de proteção ao consumidor são infringidos, já que os clientes eram atendidos mesmo com a ilegalidade no funcionamento dos estabelecimentos. Participam da Operação Prêmio 90 policiais federais, 11 fiscais da Susep e 12 do Procon. Abaixo, escute matéria de Érick França, especial para Rádio Jornal

Mais Lidas