Administradores da Usina Catende responderão por crime de formação de quadrilha


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/12/2012 às 16:32
Leitura:
Da Rádio Jornal Estão presos na sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri) o administrador Carlos Antonio Fernandes Ferreira, de 64 anos, e o contador Alex Karran. Eles são acusados de participarem de um esquema de desvio de dinheiro e bens da Usina Catende, na Zona da Mata Sul.  As prisões ocorreram na madrugada desta quinta-feira (20), dentro da operação Evasão, iniciada pelo Ministério Público de Pernambuco, com o apoio das polícias Civil e Militar. Carlos Ferrreira, ex-síndico da massa falida da Usina Catende, foi preso em casa, na Rua da Baixa Verde, bairro do Derby, região central do Recife. Na residência dele, foram recolhidos pelo menos 12 malotes com documentos da Usina, oito armas de fogo, dólares, euros e reais, de quantidade não divulgada, além de joias, relógios e três veículos, conforme adiantou o delegado à frente da operação, Sérgio Ricardo. O Ministério Público de Pernambuco iniciou as investigações há cerca de oito meses, após denúncias dando conta de desvio de dinheiro e bens da usina catende. A usina decretou concordata e foi leiloada pela justiça pernambucana no último mês de outubro, no valor de R$ 40 milhões. O promotor de justiça Epaminondas Tavares, diz que os dois presos devem responder pelos crimes de formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo. Saiba mais na reportagem de Karoline Fernandes, da Rádio JC / CBN

Mais Lidas