Justiça revoga prisão do ex-titular da delegacia de combate aos crimes de pirataria


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/12/2012 às 7:24
Leitura:
Do Redator de Plantão Justiça revoga prisão do ex-titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial - acusado de corrupção. Tiago Cardoso deixou, na noite desta quinta-feira (20), o Centro de Triagem e Observação Criminológica (Cotel), em Abreu e Lima, Grande Recife. Também foram liberados o comissário Luiz Geovani de Souza, o escrivão Walter Marano de Hollanda Filho e o agente Márcio José da Silva Pires. O agente Sylvio Lellis Filho foi o primeiro a reconquistar a liberdade através de um habeas corpus. O grupo é acusado de formação de quadrilha, corrupção passiva, falsidade ideológica, peculato e condescendência criminosa. A operação corsário foi deflagrada em março deste ano após um ano e dois meses de investigações. De acordo com a SDS, a delegacia conhecida por combater a pirataria se transformou num balcão de negócios. José Augusto Branco, advogado do delegado afastado Tiago Cardoso afirma que agora sim a justiça começa a ser feita: O processo em torno da operação corsário está sendo analisado pela juíza Ana Cristina Mota da vara dos crimes contra a administração pública. José Augusto branco, advogado de Tiago Cardoso afirma que o delegado afastado vai voltar por cima:

Mais Lidas