Justiça concede liminar e reunião para aprovação do Projeto Novo Recife é adiada


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/12/2012 às 19:25
Leitura:
Da Rádio Jornal O Conselho de Desenvolvimento Urbano (CDU), órgão que tem como objetivo aconselhar o poder público a tomar decisões, adiou a votação que decidiria sobre a aprovação ou não, do Projeto Novo Recife. A reunião da CDU aconteceu nesta sexta-feira, no auditório do 12º andar da Prefeitura do Recife e foi transmitida por um telão instalado do lado de fora do edifício-sede. Integrantes do movimento direitos urbanos, estiveram presentes e exibiram uma maquete para explicar o impacto do empreendimento imobiliário. O projeto é fruto de um consórcio de três empreiteiras, e prevê a construção de 13 edifícios, entre empresáriais, flats e habitacionais, na área histórica do bairro de São José, região central do Recife. O Novo Recife é visto por setores da comunidade acadêmica e algumas organizações da sociedade civil, como de alto impacto e ausente de um planejamento urbanístico adequado para a área. A polêmica em torno do projeto teve início há cerca de um ano. No período, alguns protestos marcaram a discussão sobre o planejamento urbano da cidade, entre eles, o movimento Ocupe Estelita que mobilizou ativistas através das redes sociais. A Secretaria Estadual de Controle e Desenvolvimento Urbano e informou que a análise do empreendimento Novo Recife foi suspensa, devido a uma liminar judicial, impetrada via ação popular. A Procuradoria Municipal dará os encaminhamentos necessários para tentar reverter a decisão da justiça e, assim, dar prosseguimento aos trabalhos. Saiba mais na reportagem de Karoline Fernandes, da Rádio JC / CBN

Mais Lidas