Efeitos do excesso de álcool afetam mais o estômago que o fígado

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/12/2012 às 12:40
Leitura:
Da Rádio CBN Recife Estamos em tempos de ressaca. Não de previsão metereológica, e sim daquilo que comumente acontece em tempo de festas e exageros. Ressaca é como o leigo costuma se referir aos efeitos do excesso de álcool sobre o nosso corpo, especialmente no aparelho digestivo e no cérebro. Agora, de uma vez por todas, deixemos de culpar o fígado, que quase sempre leva a culpa. Na verdade, quem é mais afetado pelos excessos é o estômago.

Mais Lidas