SDS encaminha investigação de morte de universitário para DHPP. Gleide Ângelo assume


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/01/2013 às 17:13
Leitura:
Da Rádio Jornal Foto: Reprodução / NE10 A delegada Gleide Ângelo foi designada e para investigar o caso  do estudante da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) encontrado morto na última sexta-feira na praia de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Um novo laudo, desta vez definitivo, que vai apontar a causa da morte de Raimundo Matias Dantas Neto, de 25 anos, conhecido como Samambaia, vai ser concluído em até 30 dias. Parentes do estudante de ciências sociais questionam laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) que diz que ele morreu afogado. Segundo a família, o jovem pode ter sido vítima de crime racial. O velório de Raimundo aconteceu na tarde desta segunda-feira (07) no cemitério de Santo Amaro, área central do Recife. Enquanto isso, amigos de Raimundo Matias se reuniram no Diretório Acadêmico de Ciências Sociais, que fica no 2º andar do CFCH, na UFPE. Eles saíram em caminhada para realizar um ato simbólico na Reitoria da Universidade, pedindo apoio ao reitor. Nesta segunda-feira, pela manhã, os familiares foram recebido pelo Secretário de Defesa Social de Pernambuco, Wilson Damásio. Eles reclamaram do fato dos técnicos do IML não permitirem a família de ver o corpo do rapaz. A SDS vai abrir uma sindicância para analisar o tratamento concedido pelo Institulo de Medicina Legal à família da vítima.

Mais Lidas