Novo Papa é argentino. Francisco I quebra o protocolo e se curva para os fiéis

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/03/2013 às 18:53
Leitura:
Da Rádio JC / CBN papa-curvado Esta quarta-feira (13) ficará na história da Igreja Católica. O 226º Papa, seguindo a sucessão de Pedro, o primeiro pontícife, foi eleito depois de dois dias de conclave e da renúncia de Bento XVI. Os 115 cardeais surpreenderam todo mundo e votaram, dentro da Capela Sistina,  no Vaticano, no jesuíta argentino Jorge Mario Bergoglio, 76 anos. O até então arcebispo de Buenos Aires, agora Papa, adotou o nome de Francisco I, provavelmente em homenagem a São Francisco de Assis. Durante a apresentação, na sacada do prédio, Francisco I quebrou o protocolo, se curvou para os milhares de fiéis na Praça de São Pedro, pediu que todos silenciassem e fizessem orações para ele antes de abençoar a todos. No final, disse que ia rezar para Nossa Senhora, pedindo intercessão. LEIA TAMBÉM - Novo líder da Igreja Católica é escolhido. Os 115 cardeais elegem Papa Conhecido por ser extramamente humilde e defensor dos pobres (andava apenas de ônibus e cozinhava o que comia), o novo pontífice é concervador, contra o casamento gay, eutanásia e aborto. Ele era considerado um inimigo da presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, que apontou a posição de Bergoglio sobre a união gay como medieval. Saiba como a Confederação dos Bispos do Brasil (CNBB) repercutiu a escolha do novo Papa. Abaixo, com Romoaldo de Souza,  correspondente da Rádio Jornal direto de Brasília Ouça mais detalhes sobre o final do conclave, depois de dois dias de votação dos 115 cardeais dentro da Capela Sistina, no Vaticano.

Mais Lidas