Conselho Tutelar pede guarda de filho mais velho de casal depois de morte da bebê


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/03/2013 às 17:14
Leitura:
Da Rádio Jornal O Conselho Tutelar da Encruzilhada, na Zona Norte do Recife,  recebeu, nesta quinta-feira (14) os pais do bebê de cinco meses encontrado morto dentro do barraco onde a família morava, no Alto dos Coqueiros, bairro da Linha do Tiro. A morte do bebê causou comoção e revolta na comunidade, após ter sido levantada a suspeita de estupro cometido pelo próprio pai, o biscateiro Jackson Anastásio da Silva, de 29 anos. A hipótese de violência sexual foi descartada, após exame feito no Instituto de Medicina Legal. Jackson morava com a dona de casa Edileusa da Silva, de 30 anos e outro filho de dois anos, no barraco que foi destruido pela comunidade. A preocupação do Conselho Tutelar agora é com a criança, por conta do histórico do casal, de vício em drogas e álcool, segundo contou o conselheiro Carlos Estevão. Jackson conversou com a reportagem e lamentou a morte da filha. Ele também disse que espera se livrar do vício das drogas e voltar a ter uma vida normal. A causa da morte da bebe de cinco meses está sendo investigada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife. Saiba mais na reportagem de Karoline Fernandes, da Rádio JC / CBN

Mais Lidas