Sport empata por 0 a 0 com o Petrolina fora de casa e vai ter que buscar reabilitação


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/03/2013 às 0:10
Leitura:
Da Rádio Jornal Com informações do Blog dos Bastidores A primeira partida de Sérgio Guedes como treinador do Sport não foi o que o torcedor queria. Mas, também, diversos fatores, como o pouco tempo que o técnico teve para trabalhar a equipe, teriam atrapalhado o desempenho rubronegro. Jogando fora de casa, o Sport teve dificuldade diante do Petrolina. No primeiro tempo, o jogo foi equilibrado e com poucas oportunidades de ambos os lados. Já no segundo, o Sport reagiu e fez várias investidas, mas sem sucesso. O Leão começou melhor a partida, mas não exerceu grande pressão no adversário. Aos poucos, contudo, o Petrolina foi chegando e passou a assustar o Leão. O primeiro tempo seguiu morn, com lances perigosos esporádicos, e terminou empatado em 0 a 0. No segundo tempo, a realidade não mudou, mas melhorou um pouco. O Leão começou um tanto desorganizado, mas ficou mais agressivo e cresceu em campo. O jogo ficou mais aberto, mais franco. Mas, mesmo com as várias tentativas infrutíferas de enfiar a bola nas redes, o Sport teve que se contentar com o empate em 0 a 0. No próximo domingo (17), vai ter de buscar a rebilitação, na Ilha do Retiro, contra um Náutico embalado. No primeiro clássico dos clássicos do ano. NÁUTICO - E o Náutico provou o porque de estar na liderança e com um saldo de gols tão positivo. A vitória em cima do Porto por 3 x 0 mostrou a superioridade alvirrubra e ratificou o bom momento do time, que fez um belíssimo teste preparatório para o Clássico dos Clássicos diante do Sport, no próximo domingo (17). Logo no primeiro tempo, o Náutico marcou dois gols em cima do Porto no estádio dos Aflitos, onde reina quase que absoluto.  Os primeiros 15 minutos foram marcados pelo equilíbrio do futebol de ambas as equipes. Aos 16 minutos veio o primeiro gol do Náutico, marcado por Elton após um pênalti em cima de Rogério. Elton faz o 13º dele no Pernambucano e abriu o placar nos Aflitos. Com grande hegemonia nos Aflitos, o Náutico foi atrás do segundo gol. E aos poucos conseguiu dominar o rival. Aos 39 minutos, o gol saiu. A jogada começou com o zagueiro do Porto tentando iniciar os trabalhos na frente de Elton, que roubou a bola e tocou para Rogério que não perdoou e ampliou nos Aflitos. Já no segundo tempo, a partida foi mais calma, sem tantas investidas, já que o Náutico soube manter bem o placar. O terceiro gol foi marcado aos 27 minutos do segundo tempo, novamente por Rogério, que fez seu décimo gol neste campeonato. Já a arbitragem foi bastante criticada, por conta da chuva de cartões amarelos que houve ao final do segundo tempo. Escute o comentário de Maciel Júnior sobre o Náutico: Ouça os gols do Náutico:

Mais Lidas