Tenente da PM é acusado de cometer abuso de poder durante blitz da Lei Seca


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/03/2013 às 9:20
Leitura:
Do Redator de Plantão Tenente da polícia militar é acusado de cometer abuso de poder contra motoristas durante blitz da Lei Seca. Segundo a denúncia dos condutores, as agressões ocorreram, na noite deste domingo (17), na Rua Amélia, Bairro das Graças, Zona Norte do Recife. O abuso teria sido praticado por um policial identificado pelas vítimas como sendo Tenente Gonzaga, durante blitz da Lei Seca. Em um dos casos, a suposta agressão foi cometida contra um homem que foi ao local após ser chamado pela irmã, passageira de uma moto abordada. O condutor teria se ausentado por um momento, e como a passageira chamou o irmão, o policial teria se irritado e agredido a vítima fisicamente. Maria de Fátima Cavalcanti conta como ocorreu a agressão ao irmão dela e relata que o policial estava bastante irritado. Outra vítima que denunciou agressão por parte do tenente foi o funcionário público Aurineck Silva. Ele conta que a esposa dele era quem conduzia o veículo no momento da abordagem, mas o policial só teria solicitado os documentos dele. Ao questionar porque estava sendo abordado mesmo sem estar dirigindo o Tenente Gonzaga teria respondido com agressividade. O funcionário público relata como o suposto abuso de poder ocorreu e conta que presenciou a agressão cometida contra a outra vítima. A produção de notícias da Rádio Jornal contactou, por telefone, a assessoria de imprensa da Polícia Militar de Pernambuco. A assessoria informou que só deve se posicionar sobre o caso, nesta segunda-feira (18), após veiculação da denúncia.

Mais Lidas