Procape restringe atendimento apenas para casos cardiológicos mais graves


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/03/2013 às 17:59
Leitura:
Da Rádio Jornal procape A partir desta quarta-feira (20), o Pronto-Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape) só vai realizar atendimentos apenas para pacientes com doenças do coração de alta complexidade, como infartos e graves arritmias. Além disso, os atendimentos só acontecem desde que sejam encaminhados por uma Policlínica ou Unidade de Pronto-Atendimento, UPA. O motivo da mudança é referente à superlotação do centro de saúde, ocasionada principalmente por pacientes diagnosticados com casos simples. A recomendação é que quem sentir sintomas de dor de peito procure uma UPA ou postos de saúde mais proximas da residência.  O fato, no entanto, não agradou a Associação de Defesa dos Usuários de Saúde, Aduseps. Para a presidente do órgão, Renê Patriota, esta atitude pode provocar a morte de pacientes que precisem de atendimento de urgência. O Procape é situado no bairro de Santo Amaro, no área central do Recife, e faz parte do complexo hospitalar da Universidade de Pernambuco, UPE. O centro construído em 2006 é uma das principais referencias cardiologicas do estado, ao lado do Hospital Agamenom Magalhaes e o Pelopidas Silveira. Saiba mais na reportagem de Marcelo Barreto, especial para a Rádio Jornal

Mais Lidas