Empresas no mundo todo preparam ações para a Hora do Planeta

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/03/2013 às 16:07
Leitura:
Da Rádio JC News Recife Neste sábado (23), todos poderão contribuir de alguma forma com a preservação do meio ambiente. Intitulado de Hora do Planeta, o movimento global, marcado para as 20h30, visa reduzir o consumo de energia por uma hora como forma de reflexão sobre o uso dos recursos naturais. As empresas do Grupo JCPM estão integradas à ação e vão, nesta data, acentuar as já usuais medidas de redução de consumo dos recursos naturais adotadas nas empresas com gestos como desligar a iluminação das fachadas de seus empreendimentos, paralisar elevadores, e difundir entre o público circulante a campanha Hora do Planeta. No Recife dois empreendimentos de destaque da holding já definiram suas iniciativas para a data. O RioMar Shopping vai desligar durante uma hora os refletores de iluminação da fachada. No caso do empresarial JCPM Trade Center as medidas vão incluir paralisação de seis elevadores, redução da iluminação do edifício garagem, desligamento do sistema de som, entre outras iniciativas. Os centros comercias do Grupo JCPM fora do Estado, localizados na Bahia e em Sergipe, também programam medidas semelhantes. A redução do consumo nos shoppings Salvador, Salvador Norte, Jardins e RioMar Aracaju vai variar entre 7 Kw/h e 23 kw/h. No caso do Trade Center essa redução chegará a 402 Kw/h. Contudo, estar participando da campanha Hora do Planeta é apenas uma das medidas implantadas em prol do meio ambiente. O Grupo JCPM usa hoje as mais modernas técnicas para amenizar o impacto dos empreendimentos comerciais no meio ambiente. O RioMar Recife, por exemplo, consome ao longo do ano 35% a menos de energia em relação a um projeto comum graças a medidas como uso de domus de vidro que proporcionam o aproveitamento de 100% da iluminação natural, sistema de ar condicionado com uso de vigas frias, demandando menos energia para fazer o mesmo resfriamento. Além disso, possui sistema de descarga a vácuo, responsável por demandar 80% a menos de água, e está em fase de implantação operacional de uma central de resíduos. Esse local irá fazer a segregação correta de todo material reciclável gerado pelo empreendimento, tais como papelão, papel e plástico. Outro avanço é fazer a coleta dos restos de alimentos produzidos pelos restaurantes ao longo do preparo das refeições e direcioná-los para compostagem. Duas cooperativas serão responsáveis por transformar os resíduos em adubo para jardinagem. São elas a PróRecife e a Coopagres. A estimativa é que mensalmente sejam recolhidas 75 toneladas de papelão e outras 130 toneladas de lixo orgânico. Dos três shoppings do País que possuem algum nível do selo AQUA, dois são do Grupo JCPM (RioMar Recife, que hoje é  o único a ter os três níveis programa, concepção e realização  e o RioMar Fortaleza na fase programa). Iniciativas como redução de mais de 30% no consumo de energia, reaproveitamento das águas da chuva, e a gestão correta de resíduos estão entre as ações adotadas e que terminaram fazendo os shoppings conquistarem o selo. Entre as ações adotadas por um dos empreendimentos do Grupo estão as do RioMar Recife: Um projeto arquitetônico capaz de reduzir em 35% o consumo de energia em relação a um shopping convencional; Consumo de água 80% no sistema hidrossanitário a vácuo; Reaproveitamento das águas das chuvas para serviços de jardinagem; Instalação de uma central de resíduos local que faz a separação de papel, papelão, plástico e todo o lixo gerado pelos lojistas. Ouça a entrevista de Mário Neto com Sérgio Maffioletti, gerente de Desenvolvimento Sócioambiental do Grupo JCPM.

Mais Lidas