Polícia acredita em homícidio no caso da morte do empresário Sérgio Falcão


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/03/2013 às 16:01
Leitura:
Da Rádio Jornal SERGIO_INTER Quase três meses após a conclusão do Instituto de Criminalística, que apontou suicídio no caso do empresário Sérgio Falcão, de 52 anos, a Polícia apresentou, nesta segunda-feira (25), que a linha mais forte de investigação ainda é a de homicídio. A partir de agora, novos peritos devem revisar o laudo em torno do caso, nos próximos 30 dias. A determinação foi concedida pela Justiça na última sexta-feira, após pedido feito pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O engenheiro Sérgio Falcão foi encontrado morto dentro de seu apartamento, no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, em agosto de 2012.  O principal suspeito, o segurança de Sérgio Falcão, o policial reformado Jailson Melo, de 53 anos, responde inquérito em liberdade. Ele foi flagrado pelas câmeras de segurança do prédio no mesmo dia que a vítima teria morrido. Para a delegada responsável pelo caso, Vilaneide Aguiar, muitos questionamentos ainda precisam ser esclarecidos, principalment com relação á reprodução simulada, feita com o apoio do segurança. O corpo do empresário continua mantido no Instituto de Medicina Legal, IML. Saiba mais na reportagem de Karoline Fernandes, da Rádio JC/CBN

Mais Lidas