Promessas da presidente levam esperança aos sertanejos que sofrem com a seca no Estado


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/04/2013 às 9:20
Leitura:
Rafael Carneiro Da Rádio Jornal IMG_1330 - ok No dia da visita da presidente Dilma Rousseff, a Serra Talhada, Sertão pernambucano, a entrada do Parque de Exposição de Animais da cidade a população fazia fila 2 horas do evento para acompanhar a inauguração da Adutora do Pajeú que, totalmente pronta, vai beneficiar a cerca de 400 mil pessoas de 20 municípios de Pernambuco e oito da Paraíba. Abaixo, a reportagem em áudio: Dentro do parque, na estrutura montada para receber a comitiva presidencial, a população de cidade da região tomava o espaço, onde também foram entregues ônibus escolares para transporte rural e retro escavadeiras a 29 prefeitos na solenidade de inauguração. IMG_1340 - ok Durante o evento, a população e os jornalistas acompanharam atentos os gestos da presidenta Dilma e do governador Eduardo Campos. IMG_1344 - ok Nesta primeira fase da Adutora do Pajeú que capta água no Rio São Francisco, beneficiando desde fevereiro as cidades de Floresta e Serra Talhada salvando mais de 100 mil pessoas de um colapso de abastecimento, a água corre pelos dutos e chega até a estação de tratamento da Compesa em Serra Talhada. IMG_1349 - ok IMG_1350 - ok Na visita ao município de Solidão, um dos tantos atingidos pela queda de 70% a menos de água na região, a população de cerca de 6 mil habitantes sofre com a estiagem, e é totalmente abastecida por carros pipas, do programa operação pipa do exército. IMG_1368 - ok Este é o casal José Wilton e Aparecida Davino, beneficiados pela entrega de cisternas de polietileno, prometidas pelo Governo Federal. Eles comemoram a chegada do reservatório de 16 mil litros, porém não conseguem ser contemplados pelo programa do Ministério do Exército devido a alta na demanda. Com a falta de chuvas, a saída é percorrer quilômetros com pequenos reservatórios em um carro-de-boi, para captar água de um poço. IMG_1373 - ok Na Zona Rual do município de Solidão, a agricultora Davina Ferreira, recebe novamente a reportagem da Rádio Jornal, e fala sobre a situação enfrentada por ela e mais 22 famílias da região que dependem de uma cisterna de placa de 16 mil litros. A mulher vive com a família e tenta mantar as atividades do campo em espera as chuvas para aliviar a situação. IMG_1371 - ok

Mais Lidas