Brasil vence Bolívia por 4 x 0, mas mostra futebol fraco no segundo tempo


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/04/2013 às 19:06
Leitura:
Da Rádio Jornal O amistoso entre Brasil e Bolívia terminou com um placar de goleada. Mas a atuação da equipe brasileira deixou muito a desejar no segundo momento. O time se desligou do jogo, e as substituições foram inexpressivas. O primeiro tempo do amistoso entre a seleção do Brasil teve um bom volume de jogo, e poderia até ter garantido uma goleada ainda maior. Chances não faltaram. A bola bateu na trave, não entrou por pouco, e até chegou a balançar as redes mais uma vez, mas foi fruto de um chute impedido. Os 3 x 0 são bons, mas não mostraram a superioridade da seleção em campo. Desde o início do jogo, o Brasil já se adiantou e começou a pressionar a equipe boliviana. Tanto que o primeiro gol saiu dos pés de Leandro Damião após um lançamento pela direita, aos 3 minutos do primeiro tempo. Com isso, o Brasil foi ainda mais para cima da Bolívia e teve grandes chances de ampliar o placar. A Bolívia seguiu se defendendo e, em determinado momento, chegou até a esboçar uma reação. Sem chegar de fato a ameaçar o Brasil. A velocidade da seleção brasileira deixou a defesa boliviana imóvel, que faz tentativas de acompanhar os meninos de verde e amarelo. Mantendo um ritmo constante, o Brasil aproveitou uma chance com Leandro Damião, que chegou a balançar as redes. Mas o jogador estava impedido, e o gol foi anulado. Isso não foi nenhum impedimento para o Brasil que, logo no lance seguinte, aos 30 minutos, enfiou novamente a bola nas redes, com um chute de Neymar. Com isso, a Bolívia esmoreceu ainda mais em campo, e ficou apenas na defensiva. As poucas chegadas na área foram logo cortadas pela defesa brasileira. Já no final do primeiro tempo, aos 41 minutos, Neymar aproveitou um chute pelo lado direito e, numa boa oportunidade garantiu um gol bonito, o terceiro do Brasil. No retorno ao campo, a seleção brasileira estava apagada. Não tinha movimentação, e teve poucas chances. Foi, literalmente, uma tirada de pé do acelerador. E a equipe da Bolívia não tinha time suficiente para reverter a situação. As mudanças feitas pelo técnico Felipão não surtiram o menor efeito. Foi quase uma catástrofe, um jogo feio de se ver. Nada do esperado de uma seleção. No final do segundo tempo, quando já se pensava que o placar ficaria mesmo nos 3 x 0, Leandro aproveitou o último lance do jogo e balançou as redes novamente. 4 x 0 e o apito final. Para o torcedor, fica o sentimento de que ainda falta alguma coisa no time brasileiro. OPORTUNIDADE - O lateral-esquerdo alvirrubro, Douglas Santos, cujo nome foi tão falado durante a semana e que o próprio Felipão considerou por em campo, permaneceu apenas no banco da Seleção. Ainda assim, mesmo sem participar efetivamente da partida, a convocação é uma grande oportunidade para Douglas. Resta saber se ele será convocado novamente para outros jogos. Ouça os gols: Ouça o comentário:

Mais Lidas