Oferta de ensino integral cresce em escolas particulares do Recife

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/04/2013 às 11:28
Leitura:
Da Rádio JC News Recife Realidade cada vez mais presente na educação brasileira, as escolas em tempo integral crescem não apenas na rede pública de ensino mas também entre as unidades particulares. Em Pernambuco, 130 mil estudantes dos cerca de um milhão da rede estadual permanecem nas escolas durante os dois turnos no ensino médio. Escolas privadas do Recife começam a oferecer ou intensificar esse serviço, principalmente após a promulgação da emenda constitucional das domésticas. O debate é reforçado no momento em que foi promulgada a proposta de emenda à Constituição que amplia os direitos trabalhistas das empregadas domésticas, conhecida como PEC das Domésticas, a partir da qual ter uma funcionária em casa ficará cada vez mais oneroso. Muitos pais já pensam em deixar seus filhos o dia inteiro na escola, abrindo mão das babás. A ideia do ensino integral é estender a permanência do aluno no ambiente escolar aliando apoio pedagógico, orientação educacional e reforço escolar. Já experiente com esse tipo de ensino, o Colégio Santa Maria retomou a educação integral há oito anos e vem ampliando a oferta. A diretora Rosa Amélia Muniz acredita que a procura dobrou nesse período. "Com essa legislação nova é todo momento os pais procurando a educação integral para as crianças menores e não há mais vagas", afirma. Após o término das aulas, os alunos da educação infantil e fundamental I fazem as tarefas e participam de atividades como artes, esportes, balé, música, inglês, horta e gastronomia. Os pais desembolsam R$ 1.980 para deixar os filhos no horário integral, das 7h às 17h. Sobre o assunto, Mário Neto conversa com a diretora do Colégio Interativo, Ketiusque Melo. Ouça.

Mais Lidas