Fetape vai entregar ao governo reivindicações do Grito da Terra Pernambuco 2013

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/04/2013 às 11:23
Leitura:
A Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape) entregará ao Governo do Estado, nesta segunda-feira (15), às 11h, na Secretaria de Articulação Social e Regional, a pauta de reivindicações do Grito da Terra Pernambuco 2013. Os 56 itens do documento foram elaborados a partir de uma imensa preocupação com a realidade dos trabalhadores rurais na região semiárida, que vivenciam a maior seca dos últimos 40 anos; e da Zona da Mata, que são vítimas de um modelo de desenvolvimento que não tem registrado suficientes investimentos nos assentamentos e na diversificação produtiva e da crise no Setor Sucroalcooleiro, que tem comprometido os empregos na região. A pauta do Grito da Terra Pernambuco toma como base uma série de debates com parceiros do Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) durante eventos como o 1º Encontro da Unidade Camponesa, o 5º Festival Estadual da Juventude Rural e as Reuniões e Oficinas para construção das Diretrizes de Convivência com o Semiárido e das Diretrizes de Reestruturação Produtiva da Zona da Mata de Pernambuco. A entrega da pauta ocorre 15 dias antes da grande mobilização do Grito da Terra Pernambuco, que acontecerá no dia 30 de abril, e que pretende trazer para as ruas da capital pernambucana mais de 5 mil homens e mulheres do campo, que chegarão em caravanas das diferentes regiões, para ouvir do Governo do Estado respostas concretas para as reivindicações apresentadas, especialmente para os 14 pontos considerados centrais. Entre as cobranças do MSTTR  estão a criação da Secretaria de Agricultura Familiar do Estado (hoje ela é uma secretaria executiva); a implementação da Política Estadual de Convivência com o Semiárido, em consonância com as diretrizes construídas pelos movimentos e organizações sociais e sindicais do campo; a criação e implementação um Plano de Reestruturação Produtiva para a Zona da Mata; a  ampliação de carros pipas e alimentos para os animais (por meio do programa de milho da Conab e do Vale Cana, do governo estadual), de forma a atender todas as comunidades rurais do Semiárido; e a manutenção do Programa Chapéu de Palha Estiagem para agricultores(as) familiares dos municípios que decretaram Estado de Emergência, durante todo o período de seca. A mobilização - O Grito da Terra é um evento do Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais que tem como característica fundamental a grande mobilização de agricultores. Ele é um importante marco de construção de proposições de ações para o campo, com interferência direta no meio urbano. No estado, é a maior ação de massa do MSTTR, reunindo, ao longo dos anos, milhares de trabalhadores e trabalhadoras. O primeiro Grito da Terra em Pernambuco ocorreu no ano de 2005, tendo envolvido não só o conjunto do MSTTR, mas outras organizações que atuam com as populações do campo. Mário Neto conversou com Adelson Freitas, da diretoria da Fetape. Ouça a entrevista na íntegra.

Mais Lidas