Polícia apresenta nova versão para morte de adolescente em Paulista, no Grande Recife


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/04/2013 às 18:03
Leitura:
Da Rádio Jornal A Polícia Civil de Pernambuco apresentou nesta sexta-feira (19), uma nova versão sobre a morte da adolescente Graziele Marlene de 15 anos, morta com um tiro no peito, em Artur Lundgren, Paulista, na Região Metropolitana do Recife. O crime ocorreu quando a jovem estava com mais dois homens, um de 19 anos, que seria o dono da arma, e outro de 22 anos, acompanhado de uma outra adolescente que assumiu o disparo. O delegado do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa Valcyr Martins, ouviu os envolvidos e traz detalhes de como o crime aconteceu. Assustada com a perda da filha, Edjane Serafim do Nascimento lembra quando viu a jovem pela última vez. A versão de que Graziele teria sofrido um lotrocinio, roubo seguido de morte, foi logo descartada pela polícia na cena do crime. Os dois suspeitos, o jovem de 22 anos foi autuado por crimes de fraude processual e favorecimento pessoal, por ter mentido para a polícia. O dono da arma, de 19 anos vai responder por favorecimento pessoal e porte ilegal de arma. Eles foram encaminhados para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. A adolescente vai responder pelo ato infracional de homicídio, por ter atirado e está sob os cuidados da fundação de apoio socioeducativo, funase. Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro, da Rádio Jornal

Mais Lidas