Greve dos trabalhadores em educação cobra melhorias nas escolas públicas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/04/2013 às 11:21
Leitura:
Da Rádio JC News Recife Os profissionais da rede estadual de ensino vão às ruas, nesta terça-feira (23), para cobrar mais investimentos na educação pública. A atividade faz parte da 14ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública. Os profissionais prometem ainda cruzar os braços e não comparecer às aulas como forma de cobrar melhorias para o ensino público. A paralisação segue até a próxima quinta-feira (25). A expectativa do Sintepe é que a mobilização tenha a adesão de 90% da categoria. Porém, na manhã desta segunda-feira (22), o Sindicato recebeu diversas denúncias de que a Secretaria Estadual de Educação estaria pressionando os diretores das escolas para que esses coagissem os professores a não aderirem à greve. Contudo, o presidente do Sintepe, Heleno Araújo, assegurou que, caso o governo decida pelo corte do ponto, a representação sindical vai acionar o Ministério Público do Trabalho. Os alunos têm direito a 200 dias letivos. Se a Secretaria de Educação optar pelo corte, automaticamente, não poderemos repor às aulas. Com isso, vamos acionar o MPT, para que a lei seja cumprida e os alunos não sejam prejudicados, garantiu. As atividades da semana de mobilização seguem até a próxima sexta-feira (26), quando um seminário na sede do Sintepe encerra as ações. Ouça a entrevista com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), Heleno Araújo.

Mais Lidas