Mãe que jogou bebê recém nascido no lixo, no Agreste, responderá por homicídio


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/04/2013 às 16:52
Leitura:
Da Rádio Jornal O clima de revolta toma conta dos moradores da cidade de Macaparana, na Zona da Mata do estado. Nesta segunda-feira, a população do município parou para acompanhar o caso envolvendo um bebê recém nascido, que foi encontrado morto dentro de um saco plástico em meio ao aterro sanitário da cidade. A suspeita pela morte da criança é a própria mãe, Rosinete Maria da Silva, de 25 anos. O bebê foi encontrado por um catador, que logo em seguida acionou a polícia. As investigações levaram a polícia até o Rosinete que negou o crime. Em entrevista a TV Jornal, a mulher afirmou que não sabia que estava grávida. LEIA TAMBÉM - Já está presa mulher de 25 anos acusada de jogar o filho recém nascido no lixão De acordo com o delegado responsável pela investigação, Hebert Martins, as provas contra a suspeita contundentes. Rosinete Maria da Silva já está presa na Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro de Engenho do Meio, Zona Oeste do Recife. Ela responde por homicídio e ocultação de cadáver. O pai do bebê, Erinaldo Barbosa, diz acreditar na versão de Rosinete Maria. Saiba mais na reportagem de Everson Teixeira, da Rádio JC CBN

Mais Lidas