Corpo de menino eletrocutado é sepultado no Cabo de Santo Agostinho


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/04/2013 às 16:38
Leitura:
Da Rádio Jornal energia-choque A manhã desta quinta-feira (25) foi de emoção e revolta para os familiares e colegas do estudante João Tomaz da Silva Neto, morto eletrocutado na última quarta-feira, quando caminhava para a escola, em Ponte dos Carvalhos, Cabo de Santo Agostinho. O garoto tinha 11 anos, e, de acordo com informações, recebeu forte descarga elétrica ao se apoiar em um poste depois de escorregar na grama molhada. O menino chegou a ser socorrido para uma unidade de saúde, mas não resistiu. Na igreja evangélica da Assembleia de Deus, onde aconteceu o velório, colegas de classe do menino prestaram uma homenagem. O tio do estudante, João Luis, contou que muitos postes na praça conhecida como Dona Zefinha, onde aconteceu o acidente, também oferecem risco à população. O pastor Aderivaldo José da Silva, amigo da família, acusa a prefeitura de omissão. Diz que a prefeitura já estava ciente dos riscos que os postes de energia elétrica no bairro oferecem aos pedestres. O corpo do garoto foi sepultado no Cemitério Santo Estévão, em Ponte dos Carvalhos. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar as responsabilidades neste caso. Saiba mais na reportagem de Karoline Fernandes, da Rádio JC CBN

Mais Lidas