Incidentes são registrados depois do clássico, na final do Camp. Pernambucano


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/05/2013 às 17:46
Leitura:
Da Rádio Jornal Está internado em estado estável e consciente, na unidade de enfermaria do Hospital da Restauração, no centro do Recife, o jovem Uevéson Santos Batista, de 15 anos. O garoto é mais uma vítima da violência causada em dias de jogos de futebol. Torcedor do Santa Cruz, ele foi balaeado por homens que vestiam a camisa do Sport, na noite de domingo, na avenida Agamenom Magalhaes, no Espinheiro, Zona Norte da capital pernambucana. Segundo informações, o menino voltava do estadio do Arruda com cerca de três pessoas quando rubro-negros realizaram o disparo. A avó do garoto, a senhora Maria José dos Santos, dá um depoimento do que aconteceu. Este não foi o único incidente ocorrido no dia da primeira final do Campeonato Pernambucano. Na Ponte Duarte Coelho, no Centro, cerca de cinco torcedores vestidos com a camisa do Sport desceram de um veículo e agrediram a socos três torcedores tricolores. O pior é que todos estes casos aconteceram justamente no dia de lançamento da campanha "Paz nos Estádios", do Disque-Denúncia Pernambuco. O projeto tem o objetivo de recompensar financeiramente os cidadãos que denunciarem atos ilícitos tanto dentro como fora dos estádios. O valor pago é de R$ 300. De acordo com a central do Disque-Denúncia, nenhuma queixa foi registrada neste domingo. O programa vai ser intensificado nesta semana para incentivar os torcedores a denunciarem atos de irregularidade na partida de volta, na Ilha do Retiro. O torcedor que quiser realizar um registro deve telefonar para o número: 3421.9595. A campanha esta prevista para alcançar os jogos do Campeonato Brasileiro e Copa das Confederações. Saiba mais no flash de Marcelo Barreto, especial para a Rádio Jornal

Mais Lidas