Família do homem que atirou e matou dentro de igreja evangélica teme pelo futuro


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/05/2013 às 7:43
Leitura:
Do Redator de Plantão Família do homem que atirou dentro de igreja evangélica e matou uma pessoa e deixou três feridas, em Caruaru, Agreste do Estado, teme pelo futuro. O corpo de Josefa Bezerra da Silva, de 46 anos, foi sepultado, nesta quarta-feira (15), sob clima de forte comoção. A vítima estava na Casa da Oração Betel Petencostal, no bairro Parque da Cidade, na noite da terça-feira (14). Os disparos foram efetuados pelo pedreiro Vicente Henrique de Andrade, de 50 anos, que continua foragido. De acordo com testemunhas, ele queria assassinar os filhos que participavam da cerimônia religiosa. Dos três feridos, apenas um permanece internado no Hospital Regional do Agreste, mas não corre risco de morte. Antes de fugir pelo matagal, Vicente Henrique de Andrade ameaçou, novamente, os três filhos e a mulher. Bastante assustada, Cícera Maria, companheira do pedreiro, diz que não sabe a causa de tamanha loucura: Josefa Bezerra da Silva era sogra do pastor da Casa da Oração Betel Petencostal e morava próxima a igreja. A polícia apurou que o pedreiro e a família moravam no bairro da Iputinga, no Recife, e que há um ano se mudaram para Caruaru. O acusado era agressivo com a mulher e os filhos e no momento dos disparos de arma de fogo estava embriagado. O delegado regional de Caruaru, Thiago Uchoa, detalha os encaminhamentos adotados nesta ocorrência:

Mais Lidas