Por causa das chuvas, termina racionamento de água em Pernambuco


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/05/2013 às 16:46
Leitura:
Da Rádio Jornal agua_inter Em entrevista coletiva foi concedida neste domingo (19), na sede provisória do Governo do Estado de Pernambuco, no Centro de Convenções, em Olinda. O governador Eduardo Campos, o Secretário de Recursos Hídricos, Almir Cirilo, e o presidente da Compesa, Roberto Tavares anunciaram o fim do rodízio de água, que atingia 1 milhão e 300 mil pessoas. As chuvas que atingiram a Região Metropolitana do Recife da quinta para a sexta-feira da semana passada trouxeram transtornos a cidade, mas serviram para subir os níveis das barragens. Antes da coletiva, no domingo, o governador, o secretário de recursos hídricos e o presidente da Compesa, sobrevoaram as barragens de Pirapama, Tapacurá, Goita e Gurjaú. É esperado, com 90% de garantia, que a reserva de Pirapama atinja, até o mês de agosto, sua capacidade máxima. Essa simulação já considera a retirada do rodízio. O secretário de Recursos Hídricos do Estado, Almir Cirilo, explicou a mudança no reservatório nessas últimas chuvas. O rodízio de água foi encerrado 10 dias antes do previsto quando começou, em março. Agora, a população conta com água nas torneiras 24 horas por dia. O sistema que estava funcionando durante o rodízia deixava 20 horas com água e 28 sem. O presidente da Compesa, Roberto Tavares diz que a partir de segunda-feira (20), o abastecimento normal já vai ser perceptível para as pessoas. Além da normalização no abastecimento da Região Metropolitana do Recife, algumas cidades do Agreste já sairam do estado de colapso da falta de água. Saiba mais na reportagem de Karoline Albuquerque, especial para a Rádio Jornal

Mais Lidas