Polícia Federal diz que mentira sobre fim do Bolsa Família foi espalhada pela internet


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/05/2013 às 16:30
Leitura:
Da Rádio Jornal A Polícia Federal já abriu inquérito para apurar e investigar de onde surgiu as informações a respeito de uma possível suspensão do programa Bolsa Família em todo o Brasil. A entidade afirma que ainda não há pistas sobre a pessoa ou grupo que disseminou o falso boato entre a população. Em alguns casos, a internet foi utilizada para espalhar este fato. Acredita-se que o boato originou-se no estado da Paraíba, quando algumas pessoas acessaram o sistema para retirar o crédito do Bolsa Família e não conseguiram visualizar o dinheiro. Outra grande preocupação da polícia é para que as pessoas não compareçam às agências da Caixa Econômica ou casas Lotéricas com medo de que o benefício seja cortado. Esta não é a primeira vez que estas falsas informações circulam pela internet assustando a população. Em outubro do ano passado, um boato que circulou nas redes sociais sobre um possível pagamento extra do Programa de Integração Social (Pis), levou um grande número de trabalhadores às agências bancárias da Caixa Econômica Federal de todo o país. A mensagem informava, erroneamente, que todos que trabalharam com carteira assinada durante o período do governo Lula teriam direito a receber um benefício extra no valor de um salário mínimo - na época de R$ 622. O programa Bolsa Família integra o Plano Brasil Sem Miséria e foi regulamentado,em 2004, no governo do então presidente Lula. Mais de 13 milhões de familias são benficiadas no Brasil e mais de 1 milhão e oitocentos mil em Pernambuco. A ação visa promover o alivio imediato a pobreza. Saiba mais na reportagem de Marcelo Barreto, especial para a Rádio Jornal

Mais Lidas