Federação Pernambucana de Futebol fala sobre volta de torcidas organizadas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/06/2013 às 16:25
Leitura:
Da Rádio Jornal torcidas_inter O presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, se pronunciou sobre a decisão de não comparecer a audiência que discutiria a proibição de torcidas organizadas em campos de futebol  no estado. Para ele, o que pesou em não participar da reunião foi o fato de a Federação não ter o direito constitucional de realizar o cadastramento dos integrantes destas organizações. Para Evandro, o arquivamento da liminar garante à Federação o direito de entrar com outras ações administrativas contra as torcidas, principalmente em casos de bagunças e confusões futuras. O que chama a atenção é que a propria Federação foi que entrou com uma liminar para coibir a entrada de torcedores uniformizados nos campos. A FPF deu entrada no dia 20 de fevereiro, depois de uma briga entre torcedores do Náutico e do Sport, na frente do estádio dos Aflitos, Zona Norte do Recife. LEIA TAMBÉM - Federação Pernambucana de Futebol se omite e justiça libera torcidas organizadas No dia desta briga, o torcedor alvirrubro Lucas de Freitas Lyra, de 20 anos, acabou levando um tiro de um vigilante que tenatava apratar a briga entre as fações do Nautico e do Sport. Lucas está internado em estado estável no Hospital Português, no Recife. Ele já responde a estimulos visuais e já respira sem a ajuda de aparelhos. Lembrando que as torcidas organizadas já vão a campo no sábado (08), no jogo entre Sport e Palmeiras. Saiba mais na reportagem de Marcelo Barreto, especial para a Rádio Jornal

Mais Lidas