Polícia ainda segue à procura de suspeitos de assassinar vereador na Mata Sul

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/06/2013 às 17:33
Leitura:
Da Rádio Jornal vereador_inter A Secretaria de Defesa Social (SDS) determinou na manhã desta quinta-feira (06) que o delegado Alfredo Jorge, da primeira delegacia de homicidos da capital, fique à frente das investigações sobre a morte do vereador de Catende, na Mata Sul, Marcos Antônio dos Santos, o Marcos Animal, de 39 anos. O parlamentar do Partido Republicano Progressista (PRP), foi assassinado com dois tiros, na noite desta quarta-feira (05), quando saía da câmara municipal. Segundo informações, ele estava na companhia do filho, de 12 anos. Ao entrar no carro, foi surpreendido por dois homens que se aproximaram e efetuaram os disparos. Ainda não há pistas dos suspeitos, mas o que se sabe é que os assassinos não são de Catende. LEIA TAMBÉM - Vereador é assassinado com tiros na cabeça, em Catende, logo após sessão na câmara O corpo dele ainda se encontra no Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, no Agreste. Acredita-se que o crime teria sido encomendado e teve motivação política, já que Marcos era um dos líderes da oposição na câmara e disparava fortes críticas contra o prefeito da cidade, Otacílio Cordeiro, do PSB. O vereador ainda anunciava na rede social, Facebook, que iria postar denúncias e irregularidades da administração muncipal. Nesta quinta-feira (06), o político iria conceder uma entrevista ao comunicador Toninho do Rêgo, da Rádio Farol de Catende. O clima na cidade é de comoção. A Câmara de Vereadores amanheceu, nesta quinta-feira, com uma faxa preta sinalizando luto. Marcos Antonio exercia o primeiro mandato na casa legislativa. Ele foi eleito em 2012 com 661 votos. Além de parlamentar, o homem era empresario. Ele deixa a esposa e dois filhos.

Mais Lidas