Em meio a racha na categoria, rodoviários negociam campanha salarial com donos de empresas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/06/2013 às 10:49
Leitura:
Do Redator de Plantão Em meio a racha na categoria, rodoviários negociam campanha salarial com donos de empresas de ônibus. A chamada data base do salário dos motoristas, cobradores e fiscais do transporte coletivo é 1º de julho. Eles reivindicam 33% de reajuste, além de melhores condições de trabalho. A rodada de negociação está marcada para esta terça-feira (18), no Ministério Público do Trabalho, no Espinheiro. A oposição ao sindicato denuncia que há uma manobra para um acordo em torno de 7%. Luiz Fernando Bandeira de Melo é presidente da Urbana-PE, sindicato que representa as empresas de ônibus: O presidente do sindicato reconhece que a negociação salarial não será fácil diante do atual cenário. Patrício Magalhães afirma que existem mais de 100 itens no documento sobre a pauta de reivindicações: Nesta terça, a oposição dos rodoviários promete apresentar um dossiê contra a gestão Patrício Magalhães. O representante do grupo - que prefere o anonimato - afirma que existem muitas irregularidades: O presidente do sindicato rebate as críticas da oposição de que a categoria perdeu força ao longo dos anos. Patrício Magalhães afirma que intrusos criam um clima ruim entre os rodoviários e o passageiros do sistema:

Mais Lidas