Polícia acredita que morte de engenheiro pode ter sido por briga no trânsito

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/06/2013 às 16:58
Leitura:
Da Rádio Jornal INTERNACIONAL_INTERN Está no Instituto de Medicina Legal do Recife (IML), no bairro de Santo Amaro, área central do Recife,  o corpo do engenheiro elétrico Silvestre José da Silva, 44 anos. A vítima foi assassinada por um homem ainda desconhecido dentro do carro em que dirigia, um Honda Civic, nas proximidades do Clube Internacional, no bairro da Madalena, Zona Oeste da capital pernambucana. De acordo com um dos irmãos da vítima, Roberto Silva, o engenho elétrico tinha largado do trabalho e voltava para casa quando tudo ocorreu, na última quinta-feira (27). Uma testemunha do crime, que prefere ficar no anonimato, diz que o executor não teve receio de efetuar os disparos. A polícia trabalha com a hipótese de que uma discussão de trânsito poderia ter motivado o crime. As buscas pelo suspeito estão mantidas. A família de silvestre ainda não definiu o horário das cerimônias de velório e enterro. Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro, da Rádio Jornal

Mais Lidas