Para socióloga, política precisa colocar os direitos das pessoas como prioridade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/09/2013 às 18:46
Leitura:
Membros da Frente de Luta Pelo Transporte Público organizam, para esta quarta-feira (18), mais um protesto reivindicando o passe livre e a implantação da CPI dos transportes. A concentração será às 13h, no Parque 13 de Maio, no centro da capital Pernambucana. Para a socióloga Maria Eduarda Mota, as manifestações que acontecem desde junho em todo o País mostram que a população está desacreditada da forma de representação tradicional da política, não vendo o sistema eleitoral como sendo, de fato, representativo. A pesquisadora também critica a falta de transparência em relação a decisões que dizem respeito à vida de toda a Cidade, como o recente caso da rede envolvendo moradores do Coque e diversos setores da sociedade civil, como a Universidade, que tiveram que se articular para poder conhecer o projeto viário que vai alterar a vida na comunidade. Além disso, a postura dúbia da polícia durante os vários protestos: para Maria Eduarda Mota, isso mostra que a polícia está sujeita a várias pressões sociais, como do Governo e da opinião pública. Ouça entrevista completa:

Mais Lidas