Audiência pública cobra solução para casos de pessoas mortas eletrocutadas em postes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/09/2013 às 15:33
Leitura:
Integrantes da Associação Davi Lima Santiago Filho participaram, nesta quarta-feira (18), de uma audiência pública na Câmara de Vereadores do Recife com o objetivo de pedir esclarecimentos a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), responsável pela rede distribuidora de energia no estado, sobre os problemas de fiação exposta. A família do músico morto eletrocutado em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, em junho deste ano, cobrou da concessionária o embutimento da rede elétrica e questionou a terceirização do serviço de manutenção dos cabos. Christin Santiago, viúva da vítima, pede mudanças no padrão modelo de abastecimento para outros acidentes sejam evitados. O vereador da casa e presidente da comissão que trata o assunto, Marcos Aurélio, apresentou imagens e um relatório que identificou 31 postes com a fiação caída no Recife e questionou a Celpe. A reunião realizada pela comissão para apuração da morte de Davi pelos fios caídos contou com a presença da Agência Reguladora de Pernambuco (ARPE), do Procon e da Celpe. Os detalhes na matéria de Rafael Carneiro:

Mais Lidas