Criança que quase foi vendida pela internet é encaminhada para casa de acolhimento

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/09/2013 às 8:30
Leitura:
Da Redação crianca Foto: Clemilson Campos/JC Imagem Na madrugada desta quarta-feira (17), a criança de dois anos que quase foi vendida pela própria mãe através da internet, foi encaminhada para uma Casa de Acolhimento. O local abriga crianças vítimas de violência que recebem tratamento psicossocial para serem reintegradas à família. A irmã de quatro anos de idade também se encontra na instituição. O conselheiro tutelar, Gilmar Benevides, afirma que as duas crianças permanecem na casa até que Conselho Tutelar de Jaboatão entre em contato com os familiares do casal. » LEIA TAMBÉMCasal acusado de vender filha é preso em Jaboatão dos Guararapes Nesta manhã, a irmã de 18 anos, que é filha apenas do acusado, procurou o Conselho Tutelar e prestou esclarecimento sobre o assunto. A jovem cuidava da menor de quatro anos e não concordava com a venda da outra criança. O pai das crianças foi encaminhado para o Cotel, em Abreu e Lima, e a mãe para Colônia Penal Feminina do Recife. Eles foram enquadrados no artigo 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente que criminaliza a entrega de um filho mediante pagamento. Desde a última sexta-feira (13) o casal tentava vender a própria filha de dois anos de idade por cerca de R$3.500 e um notebook. Ouça os detalhes na matéria de Suzana Mateus, especial para a Rádio JC News:

Mais Lidas