Dona da arara azul apreendida pelo Ibama recorre à defensoria pública

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/09/2013 às 15:57
Leitura:
Da Rádio Jornal Na manhã desta quinta-feira, a família que cuidou da arara azul Bilie foi até a Defensoria Pública da União na tentativa de ter de volta o animal. A dona da arara, Vera Lúcia Maria, visitou o Ibama na última quarta-feira (18) e reclama das condições em que o animal está sendo mantido na unidade. O medo de que Bilie morra de tristeza por estar longe da família adotiva também foi uma das motivações que fizeram Vera Lúcia recorrer à defensoria. De acordo com André Carneiro Leão, defensor público da união, o Ibama já responde ao Ministério Público Federal por oferecer condições precárias aos animais apreendidos. Ele explica o que será feito pela Defensoria Pública diante desta situação. Há nove anos, a arara azul Bilie vivia sob os cuidados de Vera Lucia Maria. Considerado parte da família de Vera, o animal foi apreendido na última terça-feira (17) quando a polícia realizava uma investigação no bairro da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes. Por ser proibida a criação do animal silvestre, o pássaro foi apreendido deixando a dona inconsolável. Os detalhes na matéria de Suzana Mateus, especial para a Rádio Jornal: A Defensoria Pública da União espera resolver a situação ainda nesta quinta-feira (19). Se a conciliação entre vera lúcia e o Ibama não tiver êxito, o caso vai para a justiça e não há previsões de quando será solucionado.

Mais Lidas