Justiça concede liberdade provisória a estudante preso após protesto no Recife

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/09/2013 às 16:03
Leitura:
Do NE10 A Justiça concedeu na tarde deste sábado (21) a liberdade provisória do estudante Bruno Torres Mendes Soares, 19 anos, preso no Cotel após manifestação na última quarta (18) pelo passe livre e contra repressão policial na capital pernambucana. Bruno foi detido sob acusação de desobediência a policial, depredação de patrimônio público e corrupção de menores. Segundo o advogado do jovem, Thiago Rocha, o estudante deve ser liberado por volta das 16h, após resolução dos trâmites administrativos e elaboração do alvará de soltura. O advogado afirmou em entrevista ao NE10 ter um parecer do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) favorável ao relaxamento de prisão de Bruno, graduando de História na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O documento foi levado na noite dessa sexta-feira (20) ao Fórum do Recife, mas o juiz plantonista já havia largado. Em entrevista à Rádio Jornal enquanto era encaminhado à delegacia, Bruno contou que estava com um grupo de pessoas presentes no momento em que depredaram um posto do VEM na Avenida Conde da Boa Vista. Bruno também afirmou que foi parado por uma equipe da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) e avisado que seria preso por desacato e depredação. "Eu não poderia ter feito nada, estava com a faixa na mão". Ouça entrevistas com o estudante, a mãe dele e a advogada no site da rádio. LEIA TAMBÉM: Estudantes fazem vigília no Cotel para pedir liberdade de rapaz detido em ato de protesto

Mais Lidas