Quadrilha desviava recursos do Seguro Desemprego e Bolsa Família desde 2012


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/09/2013 às 12:59
Leitura:
Da Rádio Jornal Atualizada às 15h10 pf(4) A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou nesta segunda-feira (30) uma operação conjunta com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e desarticulou uma quadrilha que desviava recursos do Seguro Desemprego e do Bolsa Família do Governo Federal em Olinda, na Região Metropolitana do Recife. De acordo com as investigações, a organização criminosa era comandada por Isaque Francisco dos Santos. As ações contavam com o apoio de Antônio da Costa Filho, chefe da agência do trabalho de Olinda, que repassava senhas de funcionários para permitir as operações. O líder do grupo se passava por policial federal e usava as contas bancárias da esposa e da sogra para guardar o dinheiro de forma ilícita. Na casa dele, a polícia encontrou uma quantia de R$ 400 mil. Entre os presos estão cinco pessoas utilizadas como laranjas, o chefe da agência do trabalho e a esposa e a sogra do chefe da quadrilha. Eles devem responder pelos crimes de corrupção ativa ou passiva, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Juntas, as penas podem ultrapassar 30 anos de reclusão. As investigações apontam que a quadrilha movimentou um montante de R$ 8 milhões em liberações de processos trabalhistas inexistentes, e deste total metade foi bloqueado pelo MTE. Mais de 1400 benefícios foram fraudados desde janeiro do ano passado. O repórter Rafael Carneiro traz essas e outras informações na reportagem:

Mais Lidas