Adiamento da cirurgia de separação de gêmeos siameses frustra pais, familiares e sociedade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/10/2013 às 9:00
Leitura:
Da Redação gemeos_inter_01 A esperança de ver os filhos finalmente separados foi substituída pela revolta com o descaso Fotos: Rádio Jornal e JC Imagem O adiamento da cirurgia de separação dos gêmeos siameses, que já tem quase cinco meses, que seria realizada na manhã dessa terça-feira (1º) no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), deixou frustrados pais e familiares. Em especial, a mãe das crianças, Karine Medeiros, de 26 anos. Os bebês do sexo masculino são unidos pelo tórax eles têm corações distintos mas apenas um fígado. Na esperança de que finalmente começasse o procedimento de separação dos pequenos Davi e Saulo, como são chamados, eles foram levados pelos pais à instituição de saúde, localizada no bairro dos coelhos, área central do Recife. Entretanto, o procedimento cirúrgico foi cancelado, porque um equipamento chamado de extensor, vindo dos Estados Unidos, ainda não chegou. gemeos_inter_02 Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem Para que a separação aconteça, antes é necessário colocar esse extensor no ventre nas crianças, para aumentar a quantidade de pele e facilitar o fechamento dos abdomens após a separação. A peça deve vir dos EUA a partir de uma doação, feita por uma médica brasileira que mora no país. Como não há uma data prevista, os pais dos gêmeos siameses devem ficar no aguardo do hospital. Enquanto isso, a família mantêm a rotina na residência humilde no Alto Santa Terezinha, localizado na zona norte do Recife.gemeos_inter_03 Família vive em comunidade pobre, na zona norte do Recife, e ainda apela por doações Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem De acordo com os médicos, o nascimento de bebês unidos no tórax ocorre a cada duzentos mil partos. Antes da consulta com o médico que daria a notícia do adiamento da cirurgia, Karine Medeiros, era um misto de expectativa, receio e esperança: Jornal do Commercio acompanhou um pouco da rotina da família e fez esse registro do cotidiano da mãe e dos bebês (com imagens de Bobby Fabisak e reportagem de Mariana Araújo): Nossa equipe de reportagem fez um novo contato com a Karine Medeiros após a notícia do adiamento do procedimento cirúrgico e ela contou que a equipe médica do Imip alegou que a cirurgia pode ocorrer na segunda quinzena de outubro. Porém, a informação da unidade de saúde, através de nota de imprensa, foi de que ainda não há data prevista para a cirurgia. Quando nasceram, os gêmeos também foram tema de reportagem no SBT: AJUDA - Karine apela para quem puder ajudar com doações de leite e fraldas para manter os gêmeos. Ela conta que, quando eles completarem seis meses, o leite terá que ser trocado pelo Nan 2, que custa cerca de R$ 23, por isso pede ajuda através de doações que podem ser depositadas na seguinte conta: Caixa - agência 0048 - operação 013 - conta 32392-0.

Mais Lidas