Marina assegura que defenderá a candidatura de Eduardo Campos à Presidência

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/10/2013 às 13:44
Leitura:
Da Rádio Jornal 2 (Foto: Reprodução do Twitter) Agora é oficial: Marina Silva é a mais nova figura política a filiar-se ao PSB. O ato aconteceu neste sábado (05), em Brasília. Quando questionada por uma repórter se iria defender a candidatura do governador Eduardo Campos para as eleições presidenciais de 2014, Marina disparou: "Você tem alguma dúvida em relação a isso?". Em seu discurso, a ex-ministra deixou claro que o PSB foi o "plano C" encontrado pelos políticos da Rede Sustentabilidade que não conseguiram viabilizar a criação do partido. De acordo com ela, não existia um plano B, havia apenas a Rede em mente. No entanto, diante do número insuficiente de assinaturas para a criação do partido, justificado pela ex-ministra como um erro dos cartórios eleitorais,  surgiu o plano C que foi o partido presidido por Eduardo Campos. A "clandestinidade" de seu partido em tempos democráticos foi outro ponto explorado por Marina.  Segundo ela, a integração ao PSB serve como alternativa para que a Rede Sustentabilidade participe do processo eleitoral de 2014.  Ouça o discurso de Marina Silva: Eduardo Campos fortaleceu o discurso da ex-ministra dizendo que estava consciente do quão importante era a adesão da Rede ao PSB. O governador enfatizou que a política precisa melhorar para que o Brasil mude e não perdeu a chance de alfinetar os adversários: "Aqueles que nos queriam colocar fora do processo hoje estão, exatamente refazendo suas contas", afirmou. Ouça abaixo o que foi dito por Eduardo Campos: O deputado estadual Daniel Coelho (PSDB) falou sobre como fica a candidatura de seu companheiro de partido, Aécio Neves, diante dessa nova conjuntura política. Segundo ele, o ato deste sábado deixa a disputa de 2014 "mais animada e consolida três candidaturas à presidência". Ele afirmou ainda que tanto Marina quanto Eduardo são bastante competitivos e que a previsão é de que hajam dois turnos: Quem também se manifestou com a filiação foi o deputado federal Pedro Eugênio, que é presidente do PT em Pernambuco. Segundo ele, era previsível que Marina procurasse um partido, a surpresa foi ela ter escolhido PSB: ENTENDA O ATO - Após fracassar na tentativa de criar seu novo partido, a ex-senadora Marina Silva se filia ao PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e deve concorrer nas eleições de 2014. A decisão foi tomada após conversas iniciadas na noite dessa sexta-feira (4) e concluídas na manhã deste sábado (5), quando a notícia foi divulgada. Na tarde deste sábado Marina se reuniu com Eduardo Campos em Brasília para formalizar o anúncio e definir o acordo de procedimento. Na prática, O PSB filia a ex-ministra e ela pode fazer uma chapa de coalizão da Rede Sustentabilidade com o partido do governador pernambucano. O correspondente da Rádio Jornal em Brasília, Romoaldo de Souza, trouxe outras informações sobre o caso:

Mais Lidas