Piloto da moto aquática de acidente de Pirapama se apresenta à polícia nesta quinta


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/10/2013 às 7:20
Leitura:
Do Redator de Plantão Com exclusividade da Rádio Jornal O comerciante João Assunção, que guiava a moto aquática envolvida no acidente que vitimou a adolescente Maria Patrícia, em Pirapama, irá comparecer à delegacia do Cabo às 11h desta quinta-feira (10). O caso está sendo investigado pelo delegado Antônio Rezende, que já agendou outros depoimentos. Corpo só foi encontrado na segunda (7). Imagem: TV Jornal Corpo só foi encontrado na segunda (7). Imagem: TV Jornal O corpo de Maria Patrícia de Lima, de 16 anos, foi sepultado nessa terça-feira (8), no cemitério municipal do Cabo, sob clima de forte comoção. A prima, o namorado e ela saíram no domingo até a praia de Gaibu e depois decidiram tomar banho na barragem de Pirapama. Lá, a adolescente que não sabia nadar aceitou a carona de um homem que estava de Jet Ski para um passeio. Numa das manobras, a garota que estava sem o colete salva vidas caiu e desapareceu num ponto com 25 metros de profundidade. Vandervaldo José Laércio, irmão de Maria Patrícia afirma que o suspeito é responsável pela tragédia: De acordo com os familiares de Maria Patrícia de Lima, o piloto da moto aquática fugiu sem prestar socorro. Para guiar um veículo como esse é preciso ter habilitação da Marinha e o equipamento obrigatoriamente deve ser cadastrado na Capitania dos Portos. O advogado de João Assunção explica que o comerciante não fugiu como foi divulgado por populares. Gilvan Cavalcanti afirma que não houve intenção de provocar a morte de uma adolescente cheia de vida: O corpo da jovem foi encontrado na segunda (7), saiba mais sobre as buscas na reportagem da TV Jornal:

Mais Lidas