Associação de Medicina estuda ação jurídica contra a suspensão de vendas de planos de saúde

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/10/2013 às 18:55
Leitura:
A decisão emitida, nessa quarta-feira (10), pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendendo a venda de 246 planos de saúde de 26 operadoras ainda vai gerar desdobramentos. A decisão derrubou duas liminares pedidas pela Federação Nacional de Saúde Suplementar e pela Associação Brasileira de Medicina de Grupo (ABRAMGE), que permitiam a comercialização desses produtos. Em Pernambuco, as operadores mais atingidas pela suspensão são: Viva Planos de Saúde, a linha Medial Saúde, Geap e Sulamericana. A Associação de Defesa dos Usuários de Seguros, Planos e Sistemas de Saúde (Aduseps) reforça a informação de que os usuários, que já têm plano de saúde, devem continuar com atendimento normal, já que a suspensão é apenas para a venda de novos planos. O repórter Thiago Graff conversou com o presidente da Abrange:

Mais Lidas