Moradores de comunidades do Grande Recife protestam e pedem moradias ao Governo do Estado


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/10/2013 às 14:52
Leitura:
Da Rádio Jornal Na manhã desta quinta-feira (10), cerca de 200 moradores de diversas comunidades do Recife e de Olinda realizaram um protesto pacífico na frente da Companhia Estadual de Habitação, a Cehab, na área Norte da capital pernambucana. A reivindicação deles era a definição imediata do Governo de Pernambuco quanto à entrega de novas moradas. Participaram do ato, habitantes das comunidades de Arco Íris, Palha do Arroz e 8 de Março, localizadas em Olinda, além das vilas Construindo os Sonhos e Antero Mota, no Recife. Segundo os presentes no movimento, eles esperam há mais de cinco anos pela entrega de apartamentos. Depois de ficarem algumas horas na rua, os moradores foram recebidos pelo presidente da companhia, Flávio Figueiredo. Uma moradora da comunidade de Antero Mota, no Cordeiro, Maria das Neves, diz que não aguenta mais se reunir com representantes da companhia. Alguns momentos da reunião foram tensos, já que um ou outro morador ficava exaltado. De qualquer forma, tudo ocorreu de forma tranquila. O presidente da companhia, Flavio Figueiredo, informou que, no Recife, uma área de 14 hectares já está em processo de regularização e servirá para a construção de 1.100 unidades residenciais. Esta área vai beneficiar a comunidade de 1º de Maio e outras ocupações da capital. Em nota, a Companhia de Habitação assegurou que vai dialogar com a Prefeitura do Recife sobre a viabilidade do auxílio moradia para a comunidade Arco-Íris, no Arruda, e manteve a garantia de inclusão em projeto habitacional. Todos os detalhes na matéria de Marcelo Barreto, especial para a Rádio Jornal:

Mais Lidas