Suspeitos de assassinar promotor de Itaíba são identificados e justiça expede mandados de prisão

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/10/2013 às 8:00
Leitura:
Da Redação Atualizada às 09h50 01 Foto: Reprodução/ Blog Agreste Violento A Justiça expediu mandados de prisão em nome dos suspeitos de assassinar promotor, no município de Itaíba, no Agreste de Pernambuco. Uma força tarefa com a elite dos órgãos de segurança pública do Estado foi criada para investigar o homicídio do promotor Thiago Faria Godoy Magalhães. Três procuradores e dois conselheiros da procuradoria geral da república vem de Brasília acompanhar o caso. O corpo do promotor Thiago Faria Soares foi necropsiado no Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife, e deve ser liberado na manhã desta terça. A família da noiva de Thiago esteve no local, mas o corpo só pode ser liberado por familiares de primeiro grau. Parentes de Thiago vieram do Rio de Janeiro, para realizar a liberação do corpo. O repórter Rafael Carneiro traz outras informações do IML: O Secretário de Defesa Social de Pernambuco, Wilson Damázio, em entrevista a Aldo Vilela, afirmou que a SDS deve, até o final da tarde desta terça (15), divulgar o fechamento da investigação do assassinato do promotor Thiago Godoy. Confira a entrevista, na íntegra, no link abaixo. O velório acontece na manhã desta terça-feira (15) e o local, que inicialmente seria a fazenda onde a vítima morava, no município de Itaíba, foi modificado para o Centro Cultural Rossini Alves Couto, no Centro do Recife. O sepultamento com a presença de autoridades está confirmado para as 15h30, no cemitério Morada da Paz. O crime ocorreu na PE 300, entre o limite do município com a cidade de Águas Belas, no Agreste de Pernambuco, na manhã dessa segunda-feira (14). Um veículo Uno preto, com no mínimo duas pessoas, seguiu o carro onde estavam o promotor, a noiva dele e o tio dela. O promotor de 36 anos foi morto com tiros de espingarda calibre doze na cabeça e no tórax. Mysheva Freire Ferssão Martins pulou do veículo e Adautivo Elias Martins ficou escondido no banco de trás do automóvel. 02 Foto: Reprodução/ Agreste Violento Integrante do Ministério Público desde dezembro, a vítima atuava no fórum de Itaíba e se preparava para casar no próximo mês. Recentemente, a Corregedoria do Ministério Público do Estado advertiu o promotor Thiago Faria Soares. Ele tinha se envolvido na reintegração de posse de um terreno na cidade beneficiando a família da noiva. Os posseiros foram expulsos da área onde viviam há décadas, o que deixou o clima tenso com o grupo. Na noite dessa segunda (14), uma reunião de emergência foi realizada na sede provisória do Governo do Estado, no Centro de Convenções. Participaram o procurador geral do Estado Aguinaldo Fenelon, o secretário Estadual de Defesa Social Wilson Damázio e o governador Eduardo Campos ele afirma que o estado enquanto instituição vai responder na altura a este tipo de violência: O secretário estadual de defesa social, Wilson Damázio, fala do esforço coletivo para elucidar o assassinato: O assassinato do promotor Thiago Faria Soares teve repercussão nacional. O Ministério Público do Trabalho, a Associação do Ministério Público de Pernambuco e a OAB emitiram notas de pesar. Com 26 mil habitantes, Itaíba, a 331 Km do Recife, é uma cidade conhecida pela violência. Aguinaldo Fenelon, procurador geral de justiça do Estado afirma que a morte do profissional não ficará impune: PROFESSOR - Thiago Faria Godoy era conhecido nacionalmente como professor de direito e autor de livros na área jurídica. Ele atuou em cursos preparatórios no Recife e fez muitos amigos entre educadores e concurseiros.

Mais Lidas