Suspeito de assassinar promotor em Itaíba já está no Cotel, mas insiste que é inocente

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/10/2013 às 8:40
Leitura:
Do Redator de Plantão da Rádio Jornal Atualizado às 15h21 Foto: Wagner Sarmento/JC Foto: Wagner Sarmento/JC Um forte esquema policial foi montado para trazer Edmacy Cruz Ubirajara do município de Águas Belas, para o Recife, a 300 quilômetros da cidade. Ele é o principal suspeito de assassinar o promotor Thiago Farias, em Itaíba. Na saída da delegacia e sob os olhares dos Policiais Militares da Companhia Independente de Operações e Sobrevivência na Área de Caatinga negou o crime. Antes de ser encaminhado ao Centro de Triagem e Observação Criminológica (Cotel), o agricultor foi submetido a exames no DHPP, no bairro da Imbiribeira. A polícia tenta confirmar a presença de resíduos de pólvora nas mãos, já que ele teria sido o autor dos disparos. Já no IML, em Santo Amaro, os procedimentos adotados foram os mesmos para os casos de prisão determinada pela justiça. Familiares defendem a inocência de Edmacy Cruz Ubirajara. Os irmãos de Edmacyr disseram ter provas de que ele não estava presente no momento do crime. Eduardo Peixoto, da Rádio Jornal Garanhuns, traz essas informações no flash: O acusado de assassinar o promotor Thiago Faria teve que ser levado ao hospital por conta da pressão alta. Na rápida conversa com os jornalistas, na hora da chegada ao DHPP, Edmacy Cruz Ubirajara repete o discurso: Carro do promotor foi atingido por cerca de vinte disparos. Foto: Divulgação Carro do promotor foi atingido por cerca de vinte disparos. Foto: Divulgação Edmacy foi preso na noite da terça-feira (15) e acabou sendo reconhecido pela noiva da vítima a advogada Mysheva Freire Ferrão Martins. Ela e um tio escaparam dos vinte tiros que foram disparados contra o veículo em plena rodovia estadual no limite entre Itaiba e Águas Belas. O suspeito tem uma extensa ficha criminal, com acusações ligadas a roubo e "pistolagem". A justiça já havia expedido dois mandados de prisão em 1996 e em 200, mas ele não chegou a ser preso; Por conta do assassinato do promotor, o suspeito deve passar 30 dias cumprindo uma prisão temporária. José Maria Pedro Rosendo Barbosa, apontado como suposto mandante do crime também é outro com uma longa ficha criminal. O advogado Leandro Ubirajara é filho de Zé Maria de Mané Pedo e garante que a família também é vitima: Os familiares de Edmacy argumentam que a policia deve investigar outras possibilidades. Entre as quais, um relacionamento amoroso anterior da advogada Mysheva Freire Ferrão Martins e o julgamento de Gilberto Martins, acusado de homicídio e que teria ligações com a família da noiva do promotor. Questionada pela imprensa, solange pereira, mulher de Edmacy Cruz diz que quem não deve não teme: O irmão de Edmacy esteve na delegacia de Águas Belas para obter informações sobre a investigação. Carlos Ubirajara afirma que seu irmão está sendo condenado sem o direito constitucional de defesa: > LEIA TAMBÉM: Justiça expede mandados de prisão de suspeitos de assassinar promotor de Itaíba; Funeral de promotor assassinado no Agreste pernambucano é marcado por emoção; Emoção marca velório de promotor assassinado no agreste de pernambuco. ENTENDA O CASO - José Maria Pedro Rosendo Barbosa, conhecido como Zé Maria de Mané Pedo, de 52 anos, é o suposto mandante do assassinato, segundo a linha de investigação da polícia. O ex-posseiro da Fazenda Nova, em Águas Belas, não aceitou deixar o terreno arrematado por um leilão pela noiva do promotor. No espaço fica uma fonte de água mineral, capaz de gerar negócios no valor de R$ 1,5 milhão. Fazendeiro, suposto mandante do crime, está foragido. Foto: Reprodução/ SDS Fazendeiro, suposto mandante do crime, está foragido. Foto: Reprodução/ SDS Thiago Faria Soares foi assassinado na manhã da segunda-feira (14) numa emboscada quando iria para o fórum de Itaiba, no Agreste. A policia apurou ainda que a vítima fez uma denúncia de crime ambiental, inclusive com fotos contra José Maria Pedro Rosendo Barbosa. Além disso tramita na justiça o pedido de destituir o responsável pelo inventário da Fazenda Nova, Carlos Ubirajara, parente da mulher do acusado. Para a polícia, o agricultor Edmacy Cruz Ubirajara, cunhado do ex-posseiro, teria sido o autor dos disparos de espingarda calibre doze. Existe ainda a possibilidade de um terceiro homem no crime seria o motorista do veículo um Celta prata e não um uno preto, como foi divulgado anteriormente. Duas testemunhas foram fundamentais para a investigação: um leiteiro que passava na PE 300 na hora do crime e um homem que viu José Maria Pedro Rosendo Barbosa, Zé Maria de Mané Pedo encomendar a morte do promotor. Oswaldo Morais, chefe da polícia civil detalha as divergências entre o acusado de ser o mandante e a vítima que era conhecida pelos "concurseiros": Para o procurador geral de justiça a morte de Thiago Faria é uma afronta ao estado democrático de direito. O Ministério Público Estadual continua recebendo mensagens de pesar pela morte do promotor de Itaíba. O representante do ministério alegou que não podia atuar em 16 processos na comarca por conta da relação com a família da noiva. Aguinaldo Fenelon, chefe do órgão, afirma que a justiça precisa ser mais ágil a fim de evitar derramamento de sangue:

Mais Lidas