Ação garante reconhecimento da paternidade a filhos de detentos do Presídio Aníbal Bruno


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/10/2013 às 15:01
Leitura:
Da Rádio Jornal Foto: Aline Souza / Especial para o JC Foto: Aline Souza / Especial para o JC De olho na garantia dos direitos de filhos e companheiras, reeducandos do Complexo Prisional Aníbal Bruno, no Curado, na Zona Oeste do Recife, participaram, nesta sexta-feira (18), de uma ação de reconhecimento e paternidade. O projeto é uma parceria da Secretaria de Ressocialização e a Defensoria Pública do Estado. Com o gesto, os pequenos passam a ter acesso ao nome do pai no registro de nascimento já desde os primeiros dias de vida e aos serviços e programas sociais do governo. A iniciativa faz parte da comemoração do mês da criança e tem o objetivo de agilizar o processo  por meio de assinatura de uma procuração. Em seis meses, a parceria já conseguiu reconhecer mais 200 paternidades. Um crescimento de mais de 100% nos registros. O repórter Rafael Carneiro traz detalhes da ação:

Mais Lidas